Pilates x Ioga: compare prós e contras e saiba qual gasta mais calorias

Especialistas dizem que a ioga pode queimar até 600 calorias, enquanto o pilates não chega a 200

pilates x ioga Pilates x Ioga: compare prós e contras e saiba qual gasta mais calorias

 

Elas fazem um grande sucesso e têm muitos adeptos. Mesmo assim, muita gente confunde as técnicas e benefícios do pilates e ioga. É o seu caso? Conversamos com alguns especialistas para tirar as principais dúvidas. Confira a seguir.

Ioga
Seu nome vem do sânscrito e significa unidade. Isso porque o foco dessa modalidade criada há cerca de 5 mil anos por sábios indianos é a integração entre o corpo, a mente e o espírito. “Durante as aulas essa busca é feita através das posições, as asanas, os exercícios de respiração, os chamados pranayamas, o canto de mantras, a meditação e a auto-observação”, conta Shakti Leal, coordenadora da modalidade no Espaço Nirvana, no Rio de Janeiro. Dessa forma, o praticante acaba tirando a atenção dos pensamentos e a coloca no seu corpo, aquietando a mente, levando ao autoconhecimento, à concentração, ao equilíbrio e à elevação da consciência.

A ioga já foi foco de diversos estudos que mostraram que ela tem uma poderosa ação benéfica sobre o corpo. Sua prática estimula glândulas, como a tireoide e a hipófise, que regem o funcionamento de todo o organismo, e trabalha bastante a coluna vertebral, que sustenta o corpo e está ligada aos nervos. A respiração lenta e profunda que é realizada durante os exercícios desacelera os batimentos cardíacos, diminuindo a pressão arterial e proporciona uma profunda sensação de bem-estar. As posturas trazem calma e relaxamento, além de deixar os músculos mais resistentes, elásticos e flexíveis.
publicidade

Todos esses fatores fazem com que a ioga seja um ótimo antídoto contra o estresse, a depressão e a ansiedade e alivie a dor nas costas e na cabeça, retarde o envelhecimento, melhore o sono e a saúde de maneira geral. A atividade ainda ajuda na estética, pois a musculatura fica mais alongada, torneada e firme e, como ela diminui a ansiedade, a pessoa passa a comer menos, favorecendo o emagrecimento. O gasto de calorias varia muito de acordo com o método e a capacidade física do praticante, mas esse número costuma variar entre 200 e 600. “As mais dinâmicas, como a ashtanga, vinyasa e rocket são as campeãs nesse quesito”, conta Shakti Leal.
Pilates
Ele foi criado muito tempo depois da ioga, no início do século 20, pelo alemão Joseph Hubertus Pilates. O objetivo era melhorar a sua própria saúde, que era bem debilitada desde a infância. Para isso, Pilates estudou anatomia, fisiologia, ioga, artes marciais e pugilismo e desenvolveu uma modalidade que tem como foco principal o core, área que compreende o abdômen, os quadris e a lombar, e que é considerada o centro de força do corpo, de onde se originam os nossos movimentos. Ele acreditava que se o core é reforçado, melhoramos a postura e estabilizamos o tronco e, assim, podemos mexer melhor o resto do corpo.

A técnica se mostrou tão eficaz que chegou a ser usada para ajudar a reabilitar os feridos na 1ª Guerra Mundial. “Quando os confrontos terminaram, Pilates migrou para os Estados Unidos onde criou aparelhos, aperfeiçoou seu método e desenvolveu a aplicação sistematizada dele, conseguindo, assim, resultados significativos com poucas repetições”, conta Inelia Garcia, do The Pilates Studio, com unidades espalhadas pelo Brasil. “Pilates dizia, inclusive, que após 30 sessões individuais o aluno teria um novo corpo”, diz Inelia. Além disso, em pouco tempo o praticante conseguiria sentir claramente a enorme lista de benefícios da modalidade, que inclui o desenvolvimento dos músculos que sustentam a coluna, eliminando dores crônicas e reeducando a postura, o alivio do estresse, das tensões e da fadiga, e a desaceleração do processo de envelhecimento.

No que diz respeito ao gasto calórico, o pilates não está entre os primeiros da lista. No nível básico uma hora contabiliza menos 200 calorias. Mas sem dúvida a modalidade dá uma ajuda e tanto para quem quer emagrecer, pois proporciona o aumento da massa magra, elevando o metabolismo. O corpo também fica mais bonito, já que a atividade tem como foco o trabalho da musculatura, fazendo com que ela fique muito mais torneada e firme, principalmente na região do core. O fato de melhorar a postura diminui a barriga que aparece quando o corpo está desalinhado. “E os exercícios ainda estimulam a circulação sanguínea e linfática, melhorando, entre outras coisas, a celulite”, afirma Inelia Garcia.

(Fonte: http://saude.terra.com.br)

Máscara corporal para combater a gordura localizada, celulite e estrias

creme celulite Máscara corporal para combater a gordura localizada, celulite e estrias

Que tal cuidar da sua beleza em casa e sem gastar muito? Hoje preparamos uma receita especial!

Esta máscara corporal é feita com argila verde. Rica em sais minerais, a argila é uma excelente aliada na redução de medidas.

Ingredientes

2 colheres de sopa de argila verde em pó
1 colher de sobremesa de centella asiática em pó
1 colher de sobremesa de cavalinha em pó
1 colher de sobremesa de castanha-da -Índia em pó
1 colher de sobremesa de gengibre em pó
1 colher de sobremesa de chá verde em pó
1 colher de sobremesa de java em pó
1 xícara de chá de água filtrada

Modo de preparo

Misturar tudo até virar uma lama. Aplicar nas regiões desejadas e deixar agir por 1 hora. Em seguida retirar com água morna e uma bucha, fazendo massagem circular. Depois da máscara, usar óleo de semente de uva, 2 vezes por semana.

 

(Fonte:http://corpoacorpo.uol.com.br)

Pão de Alecrim e Sal Rosa

pao alecrim Pão de Alecrim e Sal Rosa

 

Essa receita é fácil, mas requer um pouco de paciência, porque demora. Tem que esperar a massa crescer… mas o bom é que não é necessário nenhum utensílio especial e nem uma batedeira planetária! E o melhor: é SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE, além disso, contém muitos nutrientes. É super saudável, pra comer com uma manteiga ghee ou com azeite, fica perfeito!

Ingredientes:
- 1/2 xícara de biomassa de banana verde bem ralinha e morna (aprenda a fazer aqui ou compre um preparado aqui)
- 1 xícara de farinha sem glúten FSG (pode substituir por fécula de batata)
- 1/2 xícara de polvilho doce
- 1/4 de xícara de fécula de batata (se tiver substituído a FGG por fécula, use outra farinha sem glúten, como a farinha de arroz comum).
- 1 colher de copa de açúcar demerara
- 1 colher de chá de sal comum
- 4 ovos
- 1/4 de xícara de óleo (pode ser azeite ou óleo de coco também)
- 10g de fermento para pão (biológico seco)
- Alecrim fresco a gosto
- Sal rosa do himalaia (ou sal grosso moído – ou use um pilão)

Modo de preparo:

Em um bowl coloque os ingredientes secos na seginte ordem: a farinha sem glúten, o polvilho doce e a fécula de batata. Em seguida, coloque de um lado o fermento e de outro (sem encostar) o sal comum. Reserve.
Bata no liquidificador os ovos e o óleo. Reserve. Aqueça a biomassa de banana verde no fogo – deve estar ralinha (se precisar coloque água filtrada) e morna (não pode ser muito quente, senão mata o fermento). Despeje aos poucos a biomassa na mistura do liquificador e bata até ficar homogêneo.

Despeje a mistura líquida nos ingredientes secos e vá misturando com as mãos até obter uma massa com consistência pegajosa porém uniforme. Acrescente o alecrim fresco picado e misture.

Unte uma fôrma de bolo inglês com óleo e despeje a massa (não encha muito pois cresce – coloque até a metade) e coloque o sal rosa por cima. Cubra com plástico filme e deixe descansar por uma hora ou até dobrar de tamanho. Retire o plástico e leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 30 minutos.

 

(Fonte: http://cozinhafit.com.br)

Atividade física no inverno

frio agua Atividade física no inverno

Chegada do inverno, estação mais fria do ano. Chocolate quente, consumo de calorias a mais, agasalho, edredom e finalmente estamos na “estação do urso”, em que milhares de pessoas adorariam poder hibernar, ao invés de ter que levantar cedo para trabalhar e praticar atividades físicas.

Com a queda da temperatura, algumas alterações no organismo e de comportamento são observadas, como gripes, resfriados e a tão gostosa preguiça que afasta as pessoas das academias.

Mas o que muitas pessoas não sabem é que a interrupção de uma atividade física, principalmente no inverno, fragiliza o organismo, pois a prática regular de exercícios aumenta a resistência orgânica do indivíduo. É necessário mudar esse pensamento de que atividade física só se pratica no verão.

As pessoas que praticam atividades físicas nessa época de inverno podem ter vantagens únicas, como a melhora do apetite e do sono, além de ser saudável e apresentar menos riscos à saúde, porque os exercícios e as atividades físicas tornam o coração menos vulnerável a doenças.

Com o clima mais frio, o corpo irá queimar mais calorias para manter-se aquecido, aumentando seu próprio calor. Desta maneira, as pessoas que pretendem eliminar peso podem beneficiar-se com as mudanças fisiológicas do corpo geradas pelo frio, pois o mesmo pode potencializar os exercícios e aumentar seus efeitos.

Porém, não podemos generalizar, pois os resultados irão depender da quantidade e da intensidade do exercício, e principalmente da alimentação.

Alguns cuidados são necessários antes de fazer exercícios com as baixas temperaturas:

a) Mesmo com o clima frio, o ideal é usar roupas leves como calça e casaco de moletom. Abafar o corpo com muita roupa deixa a pessoa sujeita aos mesmos problemas que teria no calor;

b) Blusas impermeáveis são proibidas, inclusive cobrir o corpo com filme plástico com a intenção de queimar mais gordura. Você pode desidratar com essa atitude;

c) O corpo em repouso leva mais tempo para atingir a temperatura ideal para a atividade física, por isso é importantíssimo aquecer e alongar;

d) Hidratação antes, durante e depois é essencial, pois como no verão seu corpo também perde líquido através da transpiração.

Dicas para não deixar de praticar exercícios mesmo com o frio:

a) Se você pratica atividades físicas ao ar livre, uma boa opção é trocar esse espaço pelas academias e clubes que possuem climatização;

b) Por ser uma época em que os abusos com chocolates e comidas calóricas acontecem, é mais um motivo para deixar a preguiça de lado;

c) Escolha o horário de sol mais quente, não necessariamente ao meio dia, mas um horário em que o calor dos raios estimule seus músculos ao exercício físico;

d) Ouça músicas animadas e de um repertório conhecido, que estimule você a dançar;

(Fonte:http://maisequilibrio.com.br)

MÁSCARAS CASEIRAS PARA OS CABELOS

MASCARA DE CABELO MÁSCARAS CASEIRAS PARA OS CABELOS

A falta de tempo às vezes nos impede de abrir uma brecha na agenda para ir ao salão, mas não justifica a falta de cuidados com os cabelos, que precisam de hidratação mais profunda pelo menos uma vez ao mês, principalmente quando submetidos a alisamentos, tinturas e ao uso contínuo de secador e chapinha. Para resolver o impasse, a solução é aplicar, em casa mesmo, uma máscara hidratante feita com ingredientes facilmente encontrados na cozinha.
“A máscara feita em casa geralmente tem uma absorção menor, mas deixa bem menos resíduos nos fios e pode ser usada até mais de uma vez por semana. Já a industrializada exige um intervalo de pelo menos dez dias entre uma aplicação e outra”, orienta o dr. Paulo Kogake, médico e membro da Academia Brasileira de Estética. “O ideal é fazer com ingredientes frescos e aplicar na mesma hora. O armazenamento não é recomendado, já que alguns ingredientes sofrem alterações quando em contato com o ar ou por conta das oscilações de temperatura”, completa o tricologista Adriano Almeida, diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo.

As receitas podem ser usadas nos fios secos ou úmidos, mas é importante dividi-los em mechas na hora de espalhar para garantir uma cobertura uniforme. “Passe com as mãos e depois penteie tudo com um pente fino. Este cuidado garante uma melhor absorção dos nutrientes”, ensina Renata Souza, do Dios Spa para Cabelos. Para ajudar nessa tarefa, especialistas ensinam a preparar máscaras fáceis e práticas, que você pode fazer agora mesmo.

  • Para fios desidratados e com frizz

Ingredientes: uma colher de sopa de óleo de coco extravirgem , meia colher de sopa de óleo de cenoura, meia colher de sopa de óleo de abacate, uma colher de sopa de mel e uma colher de sopa de polpa de mamão. Os óleos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais e fitoterapêuticos.

Preparo e aplicação: Misture bem todos os ingredientes e aplique nos cabelos. Deixe agir por 15 minutos e, em seguida, lave normalmente os fios, usando xampu e condicionador.

  • Para pontas ressecadas 

Ingredientes: meio abacate e um copo de 250 ml de iogurte natural.

Preparo e aplicação: Bata o iogurte com o abacate no liquidificador. Aplique a mistura apenas nas pontas do cabelo, faça um coque e deixe agir por 20 minutos. Depois, lave os cabelos normalmente, com xampu e condicionador.
  • Para fios danificados e quebradiços
 Ingredientes: duas colheres de sopa de iogurte natural, uma colher de sopa de mel e meia colher de sopa de óleo de alecrim. O óleo de alecrim pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e fitoterapêuticos.
Preparo e aplicação: Misture todos os ingredientes e aplique nos cabelos. Deixe agir por 20 minutos e lave com xampu e condicionador.
  • Para cabelos sem brilho
Ingredientes: meia folha de babosa fresca.
Preparo e aplicação: Bata a polpa da casca no liquidificador ou amasse com um garfo. Aplique no comprimento do cabelo e deixe agir por 30 minutos. Enxágue com bastante água.
(Fonte:http://mulher.uol.com.br)